78 anos do Rei do futebol, o Rei Pelé

23 de outubro de 1940, dia e ano de nascimento de um gênio. Em Três Corações, no estado de Minas Gerais, Edson Arantes do Nascimento, o eterno Rei Pelé, nascia.

Em 1956, chegou à Vila Belmiro através de Valdemar de Brito, ex-jogador de futebol que era o técnico do garoto no infantil do Bauru Atlético Clube.

Mesmo nascendo em Três Corações, a infância de Pelé foi vivida em Bauru, onde chegou no ano de 1945. Os familiares chamavam o melhor jogador de todos os tempos como Dico.

Edson, chamado de Dico, assistia aos jogos do pai Dondinho com seu tio Jorge. O pai jogava no Vasco da Gama de São Lourenço e o nome do goleiro era Bilé. Destaque do time, o goleiro era chamado pela torcida: “Boa, Bilé”; “Segura Bilé”; “Grande Bilé”.

Essa frases ficaram na memória do garoto Dico. Nas peladas em Bauru, cada vez que jogava como goleiro ele mesmo gritava, “Boa Bilé”.

Os garotos não entendiam e achavam que era “Boa Pelé”, e então passaram a chamá-lo de Pelé. Daí nasceu o nome eternizado ao Rei do Futebol.

Foto: MICHAEL PROBST/ ASSOCIATED PRESS / Estadão Conteúdo

Pelé no Santos

Jogos: 1120

Gols: 1033

Títulos:

Campeonato Paulista: 1958, 1960, 1961, 1962, 1964, 1965, 1967, 1968, 1969 e 1973

Torneio Rio-São Paulo: 1959, 1963, 1964 e 1966

Campeonato Brasileiro: 1961, 1962, 1963, 1964, 1965 e 1968

Taça Libertadores da América: 1962 e 1963

Copa Intercontinental: 1962 e 1963

Supercopa Sulamericana dos Campeões Intercontinentais: 1968

Recopa dos Campeões Intercontinentais: 1968

Pelé na seleção brasileira

Jogos: 92

Gols: 77

Títulos:

Copa do Mundo: 1958, 1962 e 1970

Copa Rocca: 1957 e 1963

Taça do Atlântico: 1960

Copa Oswaldo Cruz: 1958, 1962 e 1968

Taça Bernardo O’Higgins: 1959

Foto de Capa: Santos FC