7 principais saídas na janela de transferências

Tradicionalmente os clubes brasileiros sofrem com o assédio do exterior na janela de transferências. O Brasileirão já teve 12 rodadas, mas tudo pode mudar enquanto europeus, chineses e milionários do mundo árabe ainda puderem contratar. Vamos elencar aqui as 7 principais saídas dessa janela, lembrando que não vamos levar em conta apenas o talento do jogador, mas principalmente o prejuízo que sua ausência causa no time. Confira só:

Fonte: Nitro News Brasil

7- PETROS (São Paulo)
O volante foi uma das peças fundamentais na arrancada da temporada passada que tirou o São Paulo do rebaixamento. Petros encaixou jogando ao lado de Hernanes, mas em 2018 foi perdendo espaço na medida que os jovens talentos Liziero e Araruna foram ganhando destaque no time principal. A venda para o Al-Nassr, da Arábia Saudita, foi boa para o cofre do São Paulo, mas que pode custar caro mais para frente. Por enquanto os meninos dão conta do recado.

Fonte: Brazil Football

6- PAULINHO (Vasco)
A grande joia do Vasco desde a revelação de Phillipe Coutinho, Paulinho foi o grande nome do Gigante da Colina na Copa Libertadores de 2018. As vitórias nas fases preliminares que colocara o Vasco na fase de grupos passaram pelos pés do meia que acertou sua ida para o Bayer Leverkusen, da Alemanha. É difícil o Vasco repor alguém com a mesma qualidade e com pouco dinheiro no caixa. A aposta foi no argentino Maxi López, de 34 anos. Paulinho vai fazer muita falta e é bom a diretoria abrir o olho.

 

Fonte: Futebol Bahiano

5- KENO (Palmeiras)
Pelo futebol que vinha apresentando nas últimas temporadas Keno deveria estar mais acima nessa lista, mas o elenco palmeirense tem boas opções para repor o meia. Era ele quem dava agilidade à saída de bola e aproximava as linhas do time de Roger Machado. Keno foi para o futebol do Egito, ao Pyramids, mas a liberação de Gustavo Scarpa deve suprir sua ausência. Mesmo sem Keno o Palmeiras está entre os favoritos aos campeonatos que disputa.

 

Fonte: Jornal Hoje em Dia

4- RÓGER GUEDES (Atlético-MG)
Se teve um aposta que valeu a pena nessa temporada essa foi Róger Guedes. Artilheiro do campeonato brasileiro com 9 gols nas 12 primeiras rodadas, o garoto rapidamente despertou o interesse do milionário futebol chinês. Em sua primeira temporada pelo Palmeiras foi campeão brasileiro, mas uma série de problemas extra-campo minaram o futuro do jogador no clube paulista. Róger Guedes, agora do Shandong Luneng, vai fazer muita falta nesta temporada. A aposta para reposição é o colombiano Chará, vamos ver se o raio cai duas vezes no mesmo lugar.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

3- ARTHUR (Grêmio)
Uma das saídas mais aguardadas já era a de Arthur. O volante foi o nome do Grêmio no título da Copa Libertadores de 2017 e muito se esperava de seu desempenho no Mundial de Clubes, mas uma lesão atrapalhou a temporada 2018 de Arthur. O Barcelona o contratou com a promessa de vida longa no time catalão. O estilo de jogo se encaixa perfeitamente com o futebol de Arthur, ou seja, podemos ter mais um brasileiro fazendo sucesso no Camp Nou. Ao Grêmio fica a missão de tentar uma reposição que pelo menos diminua o peso da saída da jovem promessa.

 

Fonte: Real Madrid CF

2- VINÍCIUS JR. (Flamengo)
45 milhões de euros, mais de 200 milhões de reais pagos pelo Real Madrid. Vinícius Júnior é a segunda maior venda da história do futebol brasileiro, atrás apenas do atacante Rodrygo, do Santos. Vinícius rapidamente ganhou o coração da torcida do Flamengo e foi importante em vitórias pela Libertadores, principalmente contra o Emelec, no Equador, quando entrou no segundo tempo e virou a partida com dois gols. Sem Vinícius Júnior o Flamengo quebra a cabeça para arranjar um substituto e as opções do elenco não convenceram até então: Marlos Moreno e Geuvânio. É grande o perigo de um desequilíbrio no time com a saída do garoto, portanto Maurício Barbieri precisa arranjar uma solução e rapidamente.

 

Fonte: West Ham

1-BALBUENA (Corinthians)
Balbuena é um zagueiro completo, um xerife que para muitos igualou os feitos de Gamarra com a camisa do Corinthians. O West Ham, da Inglaterra, não perdeu tempo e contratou o jogador. O zagueiro foi a chave do equilíbrio da zaga Pablo e Balbuena, grande trunfo de Fábio Carille nos títulos paulista e brasileiros da temporada passada. Balbuena é sem dúvida a maior ausência para um clube entre as vendas que citamos acima. Não existe no mercado brasileiro alguém com a mesma qualidade e sua reposição é muito complicada. Se o Corinthians com ele estava a 11 pontos do líder, agora deve começar a olhar para a parte debaixo da tabela.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.